Steula - Pistola para pintura, Aerógrafo, calibradores pneus, Válvulas de esfera

BLOG


Blog Steula

ORIENTAÇÃO PARA USO E CUIDADOS COM COPOS DE POLICARBONATO

Os copos de policarbonato transparentes têm alta resistência mecânica e são ideais para a aplicação em lubrificadores e filtros de ar comprimido, próprios para uso em ambientes industriais, porém não devem ser instalados em locais onde possam estar sujeitos a impactos e temperaturas fora dos limites especificados e não podem ficar em contato direto com raios solares.

TABELA DE COMPATIBILIDADE QUÍMICA DO POLICARBONATO

O Policarbonato pode ser atacado quimicamente basicamente de 3 formas possíveis:

1) Na primeira forma, o composto químico é absorvido pelo Policarbonato, ocorrendo uma cristalização, evidenciado pelo aparecimento de uma protuberância (dilatação) ou esbranquiçamento da superfície;

2) O segundo tipo de ataque é o que ocorre quando em contato com produtos alcalinos, causando sua parcial ou total destruição;

3) O terceiro tipo e o mais difícil de diagnosticar é aquele que ocorre quando há contato com certos produtos em condições de tensão (no caso de filtros, tal como ocorre quando o produto é pressurizado), o que causa rachaduras (“stress cracking”) ou fendas (“crazing”) no Policarbonato.

Levando-se em conta a complexidade de compatibilidade química, todas as substâncias que entram em contato com o Policarbonato devem ser testadas. Esta tabela resume os casos de interação mais conhecidos e tem caráter orientativo

 

SAIS INORGÂNICOS

Bicarbonato de sódio 10 % Não-compatível
Carbonato de sódio 10 % Compatível
Cloreto de amônio Compatível
Cloreto de sódio 10 % Compatível
Dicromato de potássio 10 % Não-compatível
Nitrato de potássio 10 % Compatível
Sulfato de sódio 10 % Compatível

 

ÁCIDOS INORGÂNICOS

Ácido clorídrico Não-compatível
Ácido crômico 10 % Compatível
Ácido fluorídrico concentrado Compatível
Ácido nítrico Não-compatível
Ácido sulfúrico Ácido sulfúrico

 

ÁCIDOS ORGÂNICOS

Ácido acético Não-compatível em certas concentrações
Ácido benzóico 10% Compatível
Ácido cítrico 10% Compatível
Ácido etílico Não-compatível
Ácido fórmico Não-compatível em certas concentrações
Ácido isopropílico Não-compatível
Ácido láctico 5% Compatível
Ácido metílico Não-compatível
Ácido oxálico 10% Compatível

 

ÓLEOS LUBRIFICANTES

Óleos e graxas Graxas e óleos puros de petróleo são geralmente compatíveis. Porém os aditivos usados em sua fabricação não o são (para comprovação deverá ser feito teste).
Óleos de parafina 10% Compatível
Óleo de máquina  Compatível



ÁLCOOIS

Álcool metílico Não-compatível
Álcool isopropílico Não-compatível
Álcool etílico 50% Compatível
Álcool butílico Compatível
Etil-glicol Compatível

 

OUTROS PRODUTOS

"Água sanitária" Não-compatível
Acetato de butilo Não-compatível
Acetona

Não-compatível. Causa dissolução da superfície (causadora do "stress cracking")

Acrilonitrila Não-compatível
Água oxigenada Não-compatível
Aldeído Não-compatível
Aminas Não-compatível. Causam cristalização superficial e ataque químico.
Amônia Não-compatível. Exemplo: Ajax e outros limpa-vidros.
Amoníaco Não-compatível
Anidrido Não-compatível
Anilina Não-compatível
Benzeno Não-compatível
Benzina Não-compatível
Cal e concreto Não-compatível
"Cândida" Não-compatível
Carbonato de amônia Não-compatível
Cetonas Não-compatível. Causam cristalização e stress cracking. São solventes. Exemplo: acetonas
Ciclohexano Compatível
Ciclo Hexanol Não-compatível
Ciclo hexanona Não-compatível
Clorobenzeno Não-compatível
Cloroetileno Não-compatível
Clorofórmio Não-compatível
Cresol Não-compatível
Detergentes e agentes de limpeza Detergentes suaves e neutros são geralmente compatíveis. Detergentes altamente alcalinos devel ser evitados ( sabão de coco e de pedra são alcalinos). Detergentes concentrados e desengordurantes devem ser evitados.
Diamina Não-compatível
Diclorometano Não-compatível. Causa esbranquiçamento e dissolução da superfície (causadora do "stress cracking")
Etilbenzeno Não-compatível
Éter Não-compatível. Exemplo: Veja (produto desinfetante e de limpeza).
Éter etílico  Não-compatível
Fenol Não-compatível
Freon Não-compatível
Formaldeído Não-compatível
Formalina Compatível
Gasolina Não-compatível. Não recomendada a altas temperaturas e níveis de tensão
Gasolina aditivada Não-compatível. Causa esbranquiçamento e dissolução da superfície (causadora do "stress cracking")
Hexano Não-compatível
Hidrocarbonetos aromáticos Não-compatível. Causam "stress cracking". Exemplo: solventes, primers, tintas, tinnher, varsol, removedores, aguarrás, percloroetileno, diesel 
Hidrocardonetos halogenados Não-compatível. Solventes e severos causadores de "stress cracking".
Hidróxido de amônia Não-compatível
Hidróxido de sódio Não-compatível
Metiletilcetona  Não-compatível. Causa dissolução da superfície (causadora do "stress cracking")
Metilmetacrilato Não-compatível
Óleo de corte industrial Não-compatível, devido aditivos presentes nesse oléo
Óleo para freio hidráulico Não-compatível
Percloroetileno Não-compatível
Propano Compatível
Querosene Não-compatível
Sabão de côco Não-compatível
Sabão de pedra Não-compatível
Soda cáustica Não-compatível
Sucos de frutas e soft drinks Compatível a baixos níveis e tensão. Em algumas concentrações não são recomendados.
Terpentina Não-compatível
Tetracloreto de carbono Não-compatível
Thinner Não-compatível. Causa esbranquiçamento e dissolução da superfície (causadora do "stress cracking")
Tolueno Não-compatível. Causa esbraquiçamento e dissolução da superfície (causadora do "stress cracking")
Xileno Não-compatível

 

Para limpar os copos de policarbonato, usar somente água e sabão neutro. Os filtros de ar e lubrificadores STEULA são fornecidos com protetores de copos que tem a função de ajudar a evitar estilhaçamento em caso de quebra do copo. Os copos de nylon em geral são uma opção para aplicações onde os copos de policarbonato têm restrições. Confira abaixo nossa linha para tratamento do ar ou em www.steula.com.br

 

ARQUIVO PDF PARA DOWNLOAD


VOLTAR
  • Facebook
  • Pesquisa PNP
  • Banner 60 anos
  • Banner livro

Palavras Relacionadas